fbpx

Apego no relacionamento | Qual é a sua força de apego?

Você já se perguntou se o apego emocional ultrapassa os limites a ponto de deixar que isso afete seu relacionamento?

Quer aprender? Então, sente-se na cadeira agora, tome sua atenção e leia comigo até o final deste artigo.

Buscar um relacionamento corajoso, estável e satisfatório, quem nunca?

Se a paixão é ardente, somos capazes de dar todo calor emocional armazenado em nosso corpo, capaz de criar conexões importantes.

Tome cuidado, se sua relação de apego se baseia na insegurança, ou seja, o medo de perdê-lo, sem qualquer razão concreta.

Por isso, estamos cada vez mais, em relacionamento curtos e menos intensos, saturando até mesmo as emoções mais fortes.

Sem contar  o descontrole que gera muita ansiedade… Mas, porque isso ocorre?

Claro que, nossas primeiras experiências, dizem muito sobre como seremos quando adulto, tudo é significativo quando se trata de viver.

Que a sua relação com seus pais, interfere na sua vida, isso não tenha dúvidas, mas como somos capazes de sobreviver aos novos comportamentos.

Afinal, agora já adultos, precisamos desenvolver nossas próprias maneiras e conexão, proximidade e proteção.

Apego no relacionamento | Como construir seus próprios caminhos?

apego no relacionamento
Concerned serious wife sad about family problem, thinking about relationships ending, husband sitting behind being ignorant and indifferent. Concept of spouse break up, unsuccessful marriage, quarrel

O que pode ter se tornado um problema de apego na infância, não pode se relacionar com a ausência de amor próprio.

Apesar de alguns pais terem seus próprios gestos de amar, alguns possuem a incapacidade de expressar e mostrar seu amor da maneira que seus filho precisam.

De que maneira isto interfere?

Na presença física, emocional, personalidade, motivação e até mesmo nos objetivos pessoais.

Qual a chave para conseguir encontrar a sua verdadeira força emocional e amor próprio?

Olhar para dentro de si, encontrando os diálogos internos negativos, críticas, conflitos, frustrações, raiva ou tristeza e removê-los definitivamente.

Remova de dentro de si, aquilo que te impede de amar e ser o amor que você realmente é.

O amor, não é apenas quando se tem uma experiência com alguém, onde você demonstra o amor, é preciso se amar.

Compartilhe com todos em sua volta, aquilo que sua alma e coração anseia.

Aprender quem você é, ajuda a quando você se aroximar profundamente, a dizer para a outra pessoa, o quanto você é capaz de amá-la.

Apesar dos conflitos sempre surgirem, eles sempre apontarão para aquilo que você está tentando escapar.

Se um dia, alguém lhe pergunta se para ter um relacionamento feliz é preciso ser perfeito, este estará enganado.

Para tal façanha, é precis aceitar todos os aspectos dentro de você e trabalhá-los, sendo bons, maus ou estranhos, apenas entenda porque cada sentimento ocorre na sua vida.

Cada fundamento, expectativas, desejos e medos, fazem parte daquilo que você é.

Apesar disso, evite projetar uma consciência cheia de expectativas e receios de seguir em frente.

Quando fizer isso, começe seu relacionamento, causando na vida do outro a luz e os exemplos bons que você tem a dar.

Ser uma pessoa forte e grande é belo e inspira outras pessoas, porque elas percebem como é algo que você carrega profundamente.

Fim.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

 


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: