fbpx
Feridas emocionais

Como curar as feridas emocionais no casamento: Dicas infalíveis!

Como ajudar seu parceiro a curar suas feridas emocionais.

Todo casamento passa por altos e baixos ao longo do tempo. Mas ai vem às fases amargas que se não curadas inicialmente, se prolongam por muito tempo, elas podem envenenar um casamento de dentro para fora. A boa notícia, porém, é que “nunca é tarde demais para começar o processo de cura”.  

#DICA: Faça o download do guia curando as feridas no casamento. 

As feridas que recebemos em nosso coração e na alma podem nos aleijar ou nos motivar a realizar grandes coisas em nossa vida. Sem dúvida, elas são um dos maiores obstáculos para se ter um relacionamento saudável. 

Segundo Doutor Val Farmer: Feridas no casamento

“O que torna um casamento seguro é a capacidade do casal de se manter se conectado emocionalmente e de poder recuar para os braços um do outro em busca de conforto e cuidado. O vínculo conjugal é rompido quando ocorrem incidentes de abandono emocional ou traição de confiança”.

Ao longo destes parágrafos abaixo, descubra algumas dicas para curar feridas emocionais e ter um casamento feliz. 

 

Mas onde nascem nossas feridas emocionais?

casamento em crise

Nossas feridas emocionais mais profundas são aquelas que surgem em toda a nossa infância. Um estágio da nossa vida em que todo o nosso ser é formado, tudo o que nos tornaremos no futuro. 

 

Como consequência, quando uma criança desamparada for adulta, tentará prevenir o fato de voltar a sofrer o abandono. 

 

Somos o que somos por causa de nossas experiências, boas e más.

 

 

Casal em crise

À medida em que crescemos, nossa compreensão de tudo o que acontece conosco é maior. Naquele momento, nossas feridas emocionais do passado já causaram um impacto em nós, e isso é adicionado a novas experiências negativas que estão aninhadas em nossos corações.

 

Todas essas experiências tornam-se um modo de pensar e agir muito nosso. Um padrão de comportamento que será repetido sempre onde reviverá situações dolorosas negativas. Toda essa dor se alojou em nosso interior e influenciará todo nosso modo de viver.

 

Por exemplo, se sofremos abusos na infância, crescer sem pais, perder alguém, viver em um lar destrutivo, etc., são realidades que podem prejudicar irremediavelmente a quem está preso nessas circunstâncias.  

 

Essa dor fará com que a pessoa enfrente o mundo com certas desvantagens, como, por exemplo, baixa autoestima, desconfiança, incapacidade de se adaptar constantemente, etc.

Temendo o pior Feridas emocionais

Casal em crise

Cara leitora, se o seu maior medo é se distanciar daquele que tu ama saiba que, algumas pessoas simplesmente se separam, pelo motivo de não estarem preparadas emocionalmente para cuidar do outro e mais, não está preparada em saber ouvir, conversar e lidar com discussões.

 

Isso é notório em muitos casais.

Na verdade, existe uma tonelada de medos sobre o casamento. O maior deles seria “sacrifícios” (um dos maiores temores dos jovens de hoje) – cada um dos parceiros deverão  deixar o “Barco” navegar mais suavemente sem inclinar ou perder o equilíbrio. Mas o que necessariamente são esses sacrifícios?

Conforto de sacrifícios

Você precisa sair da sua zona de conforto da vida de solteira e deve assumir responsabilidades que incluem cuidar de inúmeros trabalhos domésticos, apesar de que em muitos casos o marido também auxiliar nesta tarefa rotineira. 

 

Sacrifícios financeiros


Agora que você não está morando sozinha. As finanças devem ser tratadas com cuidado. Poupança é obrigação. 


Sacrifícios para crianças


Logo depois que os filhos entram em suas vidas, seus sacrifícios aumentam (também financeiramente). Cuidar de seus filhos tornaria uma tarefa pesada, se não souberem como administrar. 

 

(Acho que você neste momento deve ter desenhado essas imagens em sua mente) . 

 

Sendo assim, saiba que tudo isso acontece até mesmo nos melhores casamentos, e se neste momento você acha que pode ser independente, que pode viver sem um homem ou então não se importa mais em ficar só. Entenda que é horrível ficar só, prefira a reconciliação, sinta se novamente o desejo por excitação, surpresas, algo que lhe dê adrenalina.

Tenho certeza de que você sentirá aquele desejo ardente de estar ainda mais próxima do outro, não porque tu estás dependente dele, mas porque tu o ama verdadeiramente e se sente feliz.

Nossas feridas emocionais mais profundas

Feridas Emocionais

Nossas feridas mais profundas não são físicas, mas aquelas que se concentram na alma. Esse dano é causado por palavras, ausências, perdas ou falsidades, entre outras coisas. São feridas que não são visíveis a olho nu, mas são as mais dolorosas. São feridas capazes de quebrar nossa alma e destruir toda a nossa vida.

 

A pessoa ferida sempre comete o grave erro de construir muros que o protegem dos outros, de qualquer coisa externa que possa prejudicá-la. Elas são pessoas sensíveis que moldam uma vida que lhes permite não sofrer mais. Mas esse não é o caso, ninguém está a salvo de suas próprias vidas e estamos vulneráveis a sermos prejudicados, não importa quão grande seja esse muro.

 

Dizendo que ninguém pode sempre viver na defensiva. Nós não podemos nos isolar do resto do mundo. Nosso grande trabalho deve ser focado em saber como lidar com a dor e os maus momentos. Só assim podemos curar as feridas emocionais e impedir que as novas surjam. 

As feridas não podem estar eternamente abertas. Por essa razão, nossas feridas emocionais devem ser tratadas uma por todas. Para além de todos os conselhos que posso dar neste artigo, o mais importante é colocar-se nas mãos de um profissional que o ajude a curar as suas feridas emocionais e, sobretudo, a apoiar se em seus familiares.

Feridas emocionais da infância

As dificuldades que sofremos na infância abrem feridas emocionais que nos marcam de certa forma que refletirá em nossa vida adulta. Isto é, como seremos e como seremos capazes de enfrentar todas as vicissitudes (leia-se (sucessão de mudanças)) em nossas vidas.

Em seguida, analisaremos as principais feridas emocionais que podem afetar nosso desenvolvimento pessoal na vida adulta que são:

recuperar casamento desgastado

 

 Leia Mais:O segredo definitivo para perder peso rapidamente e eliminá-lo para sempre!

 

·         Medo da solidão. Sentir-se solitária e abandonada é uma das sensações que mais nos marcam em nossa infância. Isso significa que a pessoa não conseguirá manter relacionamentos saudáveis, pois sua vida será baseada no medo de se sentir abandonada e sozinha novamente. É uma emoção que poderá marcar todos os nossos relacionamentos e ao longo de nossas vidas, se não for tratada adequadamente.

 

·       Medo de não ser aceita. O medo de se sentir rejeitada pode se tornar uma ferida emocional muito profunda, pois implica que os outros não nos aceitam como somos, e esse é um sentimento muito prejudicial. Geralmente ocorre na infância, quando o mais importante para a criança sempre recriminar o que ele faz e como ela se comporta, sem avaliar. Isso cria uma sensação de inferioridade marcada capaz de criar uma ferida emocional muito séria.

 

·                  Sentindo-se humilhada. É uma ferida emocional que é gerada quando sentimos que os outros nos criticam e nos depreciam. Esses problemas são gerados quando na infância, a criança é notada que elas são desajeitadas, pesadas ou simplesmente riem do resto dela. Tudo isso destrói a autoestima da criança. Normalmente, essas feridas geram personalidades dependentes na idade adulta, isto é, em pessoas que são capazes de assumir papéis submissos e de aceitação, desde que se sintam aceitas e valorizadas pelos outros.

 

        Leia Mais: Casamento Blindado

 

·                 Medo de ser traída. É um medo que surgiu quando a criança se sentiu traída por alguém muito querido, como seus pais. Isso gera um forte senso de desconfiança que pode gerar uma personalidade na idade adulta centrada na inveja, na frustração e em não se sentir se digna de todo o bem que lhes acontece. São pessoas que sempre tentam ter tudo sob controle, já que não querem se sentir traídas novamente. Isso lhes dá alguma confiança.

 

·          Sinta-se injustamente tratada. São feridas produzidas por pais frios e distantes. O menor sempre se sentirá injusto e autoritário. Quando os idosos sofrem com esse tipo de dano, desenvolvem uma personalidade perfeccionista, falta de segurança e baixa autoestima. Eles são perdoados com grande rigidez emocional e mental.

 

 

Feridas emocionais

Nossas feridas emocionais determinam a maneira como respondemos às coisas que nos são ditas e como tratamos os outros em nossa vida. As feridas que não são tratadas crescem e apodrecem dentro de nós até que, eventualmente, refletem naqueles que amamos e nos preocupamos. 

Feridas que são curadas podem se tornar uma fonte de grande inspiração, sabedoria e crescimento. Todos nós temos feridas no coração. 

Quando duas pessoas separadas tentam se unir para se tornar uma no casamento, essas feridas são um grande obstáculo para ter um relacionamento íntimo e amoroso. Quando estamos tão focados em nossa própria dor emocional, não conseguimos identificar os problemas reais do nosso casamento.

Lidando com sua “Bagagem Emocional”

Feridas Emocionais

É seguro dizer que todo mundo tem um baú cheio de uma coleção de “bagagens emocionais”. Essas memórias emocionalmente atingidas são armazenadas durante toda a sua vida. 

Algumas são muito positivas ajudam a formar a sua autoimagem, entretanto, outras representam experiências dolorosas que contribuem para o seu sistema de defesa pessoal. Eles tendem a formar vários filtros através dos quais os eventos da vida são interpretados (ou, infelizmente, mal interpretados).

O processo de descarregar essas “bagagens emocionais” pode ser um desafio desconfortável para você. Afinal, o conteúdo dentro de você foi formado ao longo da vida.

Dando o primeiro passo

Casal em crise

Você perdeu a esperança pelo seu casamento? Seu casamento está atolado em amargura e ressentimento? Você anseia por mudanças, mas não sabe por onde começar? Estamos aqui para ajudá-la a dar o primeiro passo. 

Oferecemos uma variedade de artigos, incluindo indicações de livros, Ebook, cursos com um conteúdo muito completo e abrangente. Clique aqui, e agora mesmo poderá conhecer mais sobre a equipe de atendimento ao cliente que pode ajudá-la a determinar por onde começar, você dará o primeiro passo para curar o seu casamento. E esse será o seu primeiro passo.

Cicatrizando nossas feridas emocionais

Como Deus pode salvar meu casamento?

Há uma necessidade para superar e curar todas as feridas que o passado nos deixou em nosso interior. A vida é curta demais para estar sempre revisando nosso passado. Fazer isso obscurece nosso presente e nos apresenta um futuro totalmente negro. 

 

Por essa razão, devemos nos livrar desse fardo pesado. E como fazer isso? Lamento dizer que não há atalhos. Para curar bem as feridas que o nosso passado nos causou, temos que procurar ajuda profissional.

 

Superar o medo de que todos nós tenhamos que deixar, nosso passado é a única maneira de curar todas as nossas feridas emocionais. Nós devemos deixar de lado toda essa dor do passado, e não devemos suportar um fardo tão pesado.  Atreva-se a deixar para trás todo o seu passado!

 

Liberte-se! Feridas emocionais

Libertar do seu passado

Casal em crise

Nossas feridas devem ser tratadas em algum momento de nossa vida. Nós não podemos viver com esse fardo eternamente. Um passado difícil não deve condicionar nosso futuro. Nós podemos quebrar esse círculo de uma só vez. 

 

Quando somos adultos, temos mais ferramentas para lidar com os maus momentos. Nós não somos os mesmos de antes. Portanto, devemos deixar o passado e enterra-lo de vez para sempre. Ele é nosso agora.

Como podemos encarar tudo o que sofremos?

Como superar nosso passado?

Como curar nossas feridas emocionais?

Feridas emocionais

Para isso você deve:

·         Aprenda a olhar para você de forma saudável. Feridas emocionais deixam nossa autoestima gravemente danificada. A fim de superar tudo o que sofremos, devemos aprender a nos valorizar como somos. É verdade que a dor nos fortaleceu e nos levou a ter a estranha parede para derrubar, mas também nos deu empatia, sensibilidade e uma capacidade inata de superar todos os obstáculos que a vida tenta colocar no meio do nosso caminho.

 

·         Saiba se perdoar e perdoe os outros. Primeiro de tudo, faça o exercício saudável de perdoar a si mesma. Você não é perfeita e sempre errará. Faz parte do nosso aprendizado de vida. Portanto, não exija muito e aproveite sua maravilhosa essência. Você é uma pessoa única. Você é tudo. Então você pode perdoar os outros. Porque perdoar é se libertar. Perdoar lhe permitirá livrar-se de todo o mal que alguém depositou em você. Não vale a pena viver com ódio ou ressentimento. Liberte-se e siga o seu caminho.

 

          Leia Mais: Porque algumas famílias simplesmente vivem e são felizes como conto de fadas enquanto outros, bem melhores terminam em crise?

 

·         Aprenda com os maus momentos. Nem tudo vai ser felicidade em nossas vidas. Também haverá momentos muito ruins que teremos que viver. A partir desses momentos, tome lições valiosas e saia muito mais forte. Não há nada que você não possa superar. E no final, tudo vai acontecer. Então aproveite todos os bons momentos e aprenda com os ruins.

 

·         Reconstrua sua autoestima. Nossas feridas emocionais destroem nossa autoestima. Aprenda a se valorizar. Você tem falhas, mas você tem muito mais virtudes. Aprecie tudo de bom em você e melhore o que ainda você pode melhorar. É hora de amar a si mesma como ninguém nunca te amou. Se você ama a si mesma, amará os outros também. Reconstrua sua autoestima. Você é tudo!

 

Como curar nossas feridas emocionais


As experiências negativas que sofremos ao longo da nossa vida nos magoam emocionalmente. São feridas que nos rompem por dentro e podem ser causadas por uma multiplicidade de fatores, como traição, mentira, humilhação, abandono etc.

 

Nós não podemos olhar para o outro lado, ou tentar esconder as feridas. Porque, por mais profundas que sejam, no final vêm à luz. Uma pessoa ferida sempre acabará agindo e sofrendo como tal. 

 

Por essa razão, devemos em algum momento de nossa vida, considerar curar aquelas feridas que tanto nos feriram. Por isso, como eu disse, não há atalhos ou tratamento fácil. Você precisa de um guia fornecido por pessoas profissionais que já passaram pelo mesmo que você passa neste momento  e do apoio de seus familiares. 

Há também várias dicas que você pode seguir, como complemento ao conteúdo  acima, para curar suas feridas emocionais. E são:

Abaixo Link para Ebook:

 

 

·         Aceite suas feridas emocionais. As feridas emocionais estão lá. Elas estarão contigo para sempre. E você deve aceitar que elas te prejudicam que elas não lhe permitem avançar, e que você deve remediá-la imediatamente. Temos agora que considerar a solução do problema que está sofrendo.

 

·         Perdoe se e perdoe aquilo que mais te machuca. Você deve se perdoar. Todos nós sabemos que somos seres humanos e fracassamos mil vezes. Nada acontece por acaso então nós não somos perfeitos. Portanto, não exija muito de ti. A vida é curta demais para viver com ressentimentos e ódios. Liberte-se perdoando aqueles que te magoaram. Faça esse trabalho interior e continue com sua vida. Nenhuma dessas pessoas merece que você dê a sua atenção. Perdoe e tire-os da sua mente. Você merece.

 

·         Deixe suas emoções se expressarem. Se você tem que ficar com raiva, fique com raiva mas se você se sentir triste, aceite-o. Se você está com medo, tente superá-lo. São algumas das emoções que sempre aparecem em nossa vida. Não devemos reprimi-los, porque eles nos prejudicam mais. Apenas aceite-os e deixe tudo acontecer. No final, todas essas emoções negativas desaparecerão, desde que você as deixe se expressar.

 

         Mudança de Perspectiva de Vida

 

·         Procure ajuda profissional. Guia Curando as feridas no casamento possui palavras que são tão profundas, mas saiba que isso sempre levará tempo para que todas as feridas possam ser curadas, você aprenderá estratégias que lhe permitam compreender as fases de um casamento ferido e poderá então curá-las. Para isso, você terá uma ajuda e uma boa terapia psicológica.

 

·         Busque apoio de seus familiares. Explique como eles podem ajudá-la. Dessa forma, eles poderão lhe dar suporte quando você precisar. Nunca guarde nada para você e explique o que acontece em seu relacionamento conjugal.

 

Um dos mais belos presentes que ganhamos por estar em um relacionamento íntimo, com o outro é o apoio emocional que recebemos deles. E algumas das nossas curas mais profundas são feitas dentro da segurança de uma intimidade comprometida.

 

Deixa eu lhe fazer algumas perguntinhas: Feridas emocionais

Você acredita que as coisas que aconteceram em seu passado podem afetar o modo como você funciona em seus relacionamentos? 

Se você não fizer isso, você não está sozinha. Lendo muitos artigos de especialistas que trabalham com indivíduos e casais, li inúmeras vezes: “O passado está feito. 

Não vale a pena recapitular coisas antigas. ”   Certamente não é útil ficar presa a um tópico e deixá-lo repetir repetidamente como um disco quebrado – mas reconhecer a experiência e trabalhar com ela para se libertar é de suma importância.

Em sua dor, você tende a agredir verbalmente seu marido por algo em troca?

Você está se sentindo exausta por algum ferimento não curado?

Então neste caso, este Ebook Curando as feridas no casamento será de suma importância para você, então poderá optar pela mudança de comportamentos.

Tudo começa com você.

Primeiro de tudo, acalme-se.

Como Deus pode salvar meu casamento?

Isso pode ser um desafio para quando você for injustiçada, todos nós sabemos que a culpa a maioria das vezes pode não ser sua; Seu desejo pode ser o de atacar o outro. 

Toda mulher possui o seu eu Protetora muito forte, se fizer isso você dirá coisas prejudiciais, podendo então piorar a situação. 

Em vez de atacar, escolha cuidar de si mesma. Reserve um tempo para você, dê um passeio, leia a bíblia, reflita e respire profundamente até chegar a um lugar melhor emocionalmente.

Em segundo lugar:

Identifique a forma como você realmente se sente

Feridas emocionais

Você pode pensar que está com raiva, mas se formos mais profundamente, iremos determinar que se sente sozinha, rejeitada e com medo.  Expressar problemas com seu cônjuge desses sentimentos. 
Em terceiro lugar, realmente ouça e tenha empatia com seu marido. É fundamental que você esteja realmente presente com seu cônjuge. Dar ao seu cônjuge toda a sua atenção tocará o coração dele. Reflita o que vocês estão dizendo e tente ser compreensiva com seus sentimentos. Se coloque no lugar dele para entender como está se sentindo.

Finalmente Aprenda, procure ajuda profissional

Feridas emocionais

Porém, feridas emocionais passadas ou necessidades não tão bem atendidas podem fazer com que muitas de nós mulheres se sintamos resistentes em aceitar a ajuda de outras pessoas.

Alguns anos atrás eu estava em um relacionamento com um homem do mais legais em que eu já tinha conhecido. Eu sentia algo que nunca senti em minha vida com ele.

Ela foi muito gentil comigo, paciente e muito inteligente, porém, ele teve seu coração partido e sua confiança destruída muitas vezes por relacionamentos íntimos passados.

Eu queria que ele soubesse poderia contar sempre comigo. Eu queria que ele soubesse que podia se abrir com assuntos profundos em seu passado doloroso. Mas ele resistiu aos meus métodos bem-intencionados, fez uma análise equivocada, de ajudá-lo a se abrir e curar suas feridas emocionais.

Lição de Hoje

Enfim, a vida é uma lição, cada dia aprendemos com nossos erros, em que muitas vezes poderiam ser evitados, o fato é de que estamos sujeitos aos erros da vida. Porém existem pessoas em que podemos nos apoiar nos piores momentos da vida.

Seu parceiro é muito importante nesses momentos, lhe dê confiança para lutarem juntos, sejam felizes, a poiem se um no outro.

Sejam felizes para sempre.

É isso que Deus deseja para os casais.

E se algum momento vocês hesitarem, aprendam com os erros, sejam mais fortes, permitam se conhecer mais um ao outro.

É essa a mensagem que deixamos aqui.

 

“Sejam felizes e plenos no amor”.

VOCÊ FOI FERIDA EMOCIONALMENTE PELO SEU PARCEIRO?

Clique logo abaixo e confira o depoimento real de quem já passou por isso, e soube através de técnicas, conseguiu restaurar o seu casamento.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: